A estudante de Sasebo (Nagasaki) detida por matar a colega de classe, disse que queria “matar e esquartejar alguém”. Em vezes anteriores, ela se envolveu em problemas ao dissecar animais pequenos.

A Promotoria de Nagasaki estuda pedir o exame de sanidade mental da menor.

A estudante também confessou que havia comprado com antecedência, os objetos usados para matar a colega, indicando que o crime foi premeditado.

A vítima, Aiwa Matsuo, 15 anos, foi encontrada morta no apartamento da estudante. Perto do corpo a polícia encontrou um serrote (com lâmina de 25 centímetros), faca, martelo e corda.

As duas estudantes eram amigas desde o ensino chuugakkou. “Apliquei os golpes e enforquei. Fiz tudo sozinha”, disse a estudante, que até agora não pronunciou uma palavra de arrependimento. Um pouco antes do crime, as “amigas” haviam se divertiram, fazendo compras.

PROCESSO PARA MENORES

A estudante foi enviada no dia 28 à Promotoria e se o juiz autorizar poderá ficar mais 20 dias detida para investigações, quando então retorna à vara de família.

No Japão os menores com mais de 14 anos de idade respondem normalmente aos processos criminais. Se a estudante for indiciada, será julgada da mesma forma que um adulto.

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest