O corpo da enfermeira Rika Okada, 29, foi enviado de “takkyubin” (serviço de entrega de encomendas) de Osaka para o apartamento da brasileira, residente em Hachioji (Tokyo).

Na descrição do pacote, de cerca de 2 metros cúbicos, estava escrito “boneca”.

Desaparecida desde março, Rika foi encontrada dentro de um “trunk room” de Hachioji, embrulhada em um plástico. A autópsia já confirmou a identidade da vítima.

No apartamento em Hachioji, viviam a brasileira e outra mulher de nacionalidade chinesa.

A polícia busca as duas, para saber mais detalhes sobre o caso. Segundo as informações, a brasileira viajou para a China com o passaporte da vítima. Ela estava com viagem de volta marcada, mas cancelou. A reserva de volta tinha sido feita com o cartão de crédito de Rika.

Reportagem da Asahi TV

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest