hello workA taxa de desemprego no Japão caiu de 3,8% para 3,5% em agosto, igualando a marca de maio deste ano (a melhor desde 1998).

O número de desempregados foi de 2,31 milhões de pessoas, uma redução interanual de 400 mil pessoas (-14,8%).

O número de trabalhadores foi de 63,63 milhões, um aumento de 530 mil pessoas em comparação ao mesmo período do ano passado.

O Índice de de Oferta de Emprego se mantém em 1,10 ponto há três meses consecutivos.

CONSUMO

O governo divulgou também os dados sobre os gastos dos lares em agosto. O índice caiu 4,7% em comparação há um ano, totalizando uma média de ¥ 282.124 (R$ 6.310,74) desembolsado por cada família com mais de duas pessoas.

É o quinto mês seguido de queda do consumo, desde que o Japão elevou o imposto sobre o consumo em abril, de 5% para 8%.

O resultado pode afetar a decisão do primeiro-ministro Shinzo Abe sobre a elevação do imposto sobre o consumo até 10% em outubro de 2015.

Por outro lado, a renda média das famílias de assalariados caiu 5,4% na comparação anual, totalizado ¥ 463.810 (R$ 10.374,82), no 11º mês seguido de queda.

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest