Antena que não transmite os programas da NHK abre debate sobre o pagamento obrigatório à emissora estatal

Mesmo usando o controle remoto o canal não aparece.  Foto: http://www.itmedia.co.jp/

Mesmo usando o controle remoto o canal não aparece. Foto: http://www.itmedia.co.jp/

A “NHK dake utsuranai antena” (antena que só não pega a NHK) ganhou o prêmio de “invenção maluca” durante o evento “niconico Choukaigi 2015” realizado nos dias 25 e 26 no Makuhari Messe.

Criada por pesquisadores da Universidade de Tsukuba (Ibaraki), a antena chama a atenção porque envolve um tema delicado: os usuários da antena são obrigados a pagar a tarifa cobrada pela emissora NHK?

A antena à esq. e o filtro à dir. Foto: http://www.itmedia.co.jp/

A antena à esq. e o filtro à dir. Foto: http://www.itmedia.co.jp/

A proposta do Instituto de Pesquisa de Mídia Visual da universidade é “proporcionar uma ferramenta que dê a liberdade de escolha para a população assinar ou não o contrato com a NHK”. A antena usa um filtro que barra as frequências de transmissão dos dois canais da emissora.

Pela lei de comunicação japonesa (Nippon Housou), qualquer estrutura que permita a recepção do sinal da NHK é obrigado a assinar o contrato (artigo 64). Com a nova antena o proprietário do aparelho de televisão ficaria livre do contrato mas ainda há dúvidas em relação à obrigatoriedade do pagamento.

Os filtros “iranehk” já estão disponíveis em sites como a Amazon para a região Kanto. A versão para canal aberto custa ¥ 7.965 e para BS custa ¥ 7.587 (imposto incluído). Os filtros para outras regiões estão sendo desenvolvidos.

[box]VALOR DAS TARIFAS DA NHK (mensal)

  • canal aberto: ¥ 1.310
  • antena parabólica: ¥ 2.280
  • contrato especial: ¥ 1.035

Os valores podem mudar conforme o tipo de pagamento (depósito, cartão de crédito, boleto bancário) e período de contrato[/box]

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest