Brasileiros criam site para conectar aqueles que precisam de um produto do exterior com quem está viajando

Rogério e Diego (dir.) criaram a startup Stuff in Bag para conectar viajantes e compradores

Rogério e Diego (dir.) criaram a startup Stuff in Bag para conectar viajantes e compradores

“Quanto vale um espaço na sua mala?”. Essa é a proposta do serviço criado por dois brasileiros. A mecânica é simples: conectar viajantes que têm um espaço sobrando na mala durante as viagens para carregar encomendas feitas por alguém que vive em outro país. A empresa Stuff in Bag se encarrega de intermediar os pedidos e efetuar os pagamentos.

A ideia surgiu quando Diego Utiyama, 27, fez uma viagem do Japão, onde mora, ao Brasil. Ele percebeu que é muito comum as pessoas pedirem para levar ou trazer algo. “Geralmente, os que pedem são parentes e amigos, mas eventualmente aparecem os amigos dos amigos”, diz.

Junto com o sócio Rogério Taques, 35, eles criaram a empresa Stuff in Bag, com plataforma internacional.

Como funciona

Quem deseja um produto, cadastra-se gratuitamente no site e escreve lá o que gostaria de comprar. Quem está viajando para algum país, visualiza os pedidos e seleciona aquele que acha mais fácil e simples de trazer na mala.

A plataforma faz o intermédio entre as duas partes e fica com 7% do total da compra. Só quando a entrega é confirmada é que o dinheiro é depositado na conta do viajante. Para isso é preciso ter uma conta no Paypal.

“Quem pediu recebe o produto e quem transportou recebe a grana”, afirma Rogério. “Havendo conflitos na transação, nós entramos para mediar e, se necessário, o dinheiro é devolvido ao solicitante. Na eventualidade do viajante adquirir o produto e o solicitante desistir, ajudamos a encontrar outro interessado naquele produto”, completa.

Também não há o perigo do viajante levar algum produto proibido, já que ele sabe exatamente qual é o pedido e vai efetuar a compra.

SIB-Infographic-pt-BR

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest