A Polícia de Tama-chuo em Tokyo prendeu um homem de 39 anos por copiar dados pessoais de um provedor do serviço educacional Benesse Corp para finalidades ilegais.

 

O caso veio à tona uma semana atrás, quando a Benesse Holdings anunciou que os dados de cerca de 10,20 milhões de clientes tinham vazado.

 

O engenheiro de sistemas Masaomi Matsuzaki está detido sob suspeita de copiar segredos de negócios, violando a lei de concorrência ilegal.

 

Ele estava empregado por uma agência de Fuchu (Tokyo) como engenheiro de sistemas para a empresa Synform Co, uma firma do grupo Benesse Holdings. Para copiar os dados, Matsuzaki conectou o próprio smartphone ao computador onde estavam guardados os dados.

 

Matsuzaki vendeu a lista de nomes para compradores que diz ter encontrado na internet. Por um total de 15 vendas, ele recebeu cerca de ¥ 2,50 mihões (R$ 54.704).

 

A polícia também investiga a JustSystems Corp, por comprar os dados pessoais de um atravessador e enviar e-mails. A companhia afirma que não sabia que os dados pertenciam à Benesse.

 

 

Masaomi Matsuzaki, detido pela Polícia de Tama-chuo, na tarde do dia 17. Foto: Sankei

 

 

Como se diz em japonês?

 

Vazamento de informações: jouhou ryuushitsu (情報流出) ou jouhou rousetsu (情報漏洩)

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest