Tribunal Regional de Nagoya inocenta o prefeito mais jovem do Japão, de Minokamo (Gifu) em suposto caso de suborno

 

Hiroto Fujii, na tarde do dia 5, ao entrar no Tribunal Regional de Nagoya. Foto: Mainichi

Hiroto Fujii, na tarde do dia 5, ao entrar no Tribunal Regional de Nagoya. Foto: Mainichi

O prefeito de Minokamo (Gifu), Hiroto Fujii, que estava sendo julgado pelo recebimento de dinheiro de uma empresa durante negociações para a instalação de um sistema de tratamento de água, foi considerado inocente pelo Tribunal Regional de Nagoya (Aichi). A Promotoria havia pedido prisão de 1 ano e 6 meses e multa de ¥ 300 mil.

 

Fujii, de 30 anos, o prefeito mais jovem do Japão, negou as acusações desde o início do processo, em junho de 2014.

 

A Promotoria alegava que testemunhas e algumas trocas de e-mails evidenciavam que Fujii recebeu uma soma em dinheiro do presidente da empresa investigada. “Não há dúvidas”, rebateu, baseando-se também na movimentação bancária do empresário que afirmou ter repassado a quantia.

 

A defesa do prefeito contestou dizendo que as provas eram superficiais e manipulatórias.

 

Ao serem informados por telefone de que Fujii foi considerado inocente, os funcionários da prefeitura aplaudiram a notícia. “Quando uma pessoa é indiciada em 99% dos casos é considerada culpada, mas eu confiava nele”, disse o vice-prefeito Kazuyoshi Ebi, 67.

 

[box]Como se diz em japonês?

 

  • Prefeito: shichou (市長)
  • Suborno: shuuwai ou wairo (収賄)
  • Inocente: muzai (無罪)[/box]

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest