A Polícia da Província de Hyogo fez uma busca na casa do membro da Assembleia Regional de Hyogo, Ryutaro Nonomura, suspeito de ter produzido falsos documentos para justificar despesas pessoais.

Segundo os jornais, é raro a polícia atuar dessa forma para casos de despesas pessoais mas tudo indica que Nonomura deve ser investigado criminalmente por fraude.

O político não se encontrava na casa mas os policiais arrombaram a porta e entraram no apartamento do político, localizado em Nishinomiya (Hyogo). Eles buscavam selos e materiais de escritório que Nonomura diz ter comprado com dinheiro público. Foram confiscados objetos, como computador e blocos de anotações.

Desde que assumiu o cargo, em junho de 2011, o político recebeu ¥ 18,34 milhões (R$ ) como despesa pública.

A administração da Assembléia de Hyogo informou que Nonomura enviou um e-mail dizendo ter devolvido toda a quantia em dinheiro. Mas vai pedir mais ¥ 900 mil (R$ ) em juros.

Com o dinheiro, o político fez 345 viagens, para Tokyo, Fukuoka e principalmente, fontes termais em Toyooka (Hyogo). Os gastos só com essas viagens totalizaram ¥ 7,80 milhões (R$ ), dos quais não foi apresentado nenhum comprovante. Outra quantia em dinheiro foi gasta em compras de supostos “materiais de escritório” comprados em supermercados.

Em 2013, Nonomura recebeu ¥ 1,76 milhão (R$ ) para compra de “selos”, que ele diz ter deletado a lista das pessoas para quem enviou. Em novembro de 2013 ele recebeu também  ¥ 3,60 milhões em uma suposta “viagem para evento escolar” que não compareceu.

Policiais entram no apartamento de Nonomura, em Nishinomiya. Foto: Mainichi

http://mainichi.jp/select/news/20140718k0000e040218000c2.html

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest