Emissora estatal da Jordânia informou que o governo aceitou libertar mulher bomba em troca da vida do piloto (as imagens abaixo são da emissora FNN)

 

 

Um pouco antes das 15h do dia 28 (horário do Japão), um site ligado ao grupo Estado Islâmico divulgou que a iraquiana Sajida Mubarak Atrous al-Rishawi “foi retirada da prisão em que se encontrava, na Jordânia. Será o início da troca?”.

 

Uma agência de notícias de Israel anunciou também que houve um acordo para a libertação dos reféns – Kenji Goto e o piloto jordano – em troca da libertação da terrorista, acusada de matar 60 pessoas na Jordânia em atentados.

 

Outro site de notícias árabe publicou uma notícia, baseada em fontes da Jordânia, que Sajida al-Rishawi estaria sendo prepara para ser entregue ao IE.

 

A notícia, também veiculada pela emissora estatal da Jordânia, que citou apenas o nome do piloto capturado jordano capturado pelos radicais em dezembro, sem incluir o nome do jornalista japonês.

 

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest