Recentemente um japonês ficou preso temporariamente uma área curda no norte do Iraque, sob suspeita de entrada ilegal no país. O homem havia tentado entrar através do Irã.

Avisados pelas autoridades locais, representantes da Embaixada do Japão no Iraque negociaram a libertação do japonês, que foi solto depois de alguns dias.

O japonês justificou ao Ministério das Relações Exteriores que o motivo era apenas turismo.

Os curdos vigiam a fronteira disputada com o grupo Estado Islâmico, impedindo a passagem de possíveis combatentes estrangeiros.

No início de fevereiro outro japonês havia sido detido pelo mesmo motivo. O governo japonês classificou o Iraque como área de risco para estadia e pede para que as viagens fora das rotas normais sejam evitadas.

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest