Estudantes de Kiso (Nagano), localizado a 15km do vulcão vão de máscara para escola como prevenção aos gases venenosos. Foto: Sankei

Estudantes de Kiso (Nagano), localizado a 15km do vulcão vão de máscara para escola como prevenção aos gases venenosos. Foto: Sankei

A presença de gases vulcânicos contendo dióxido de enxofre (SO2) prejudicou os trabalhos de resgate no Monte Ontake, onde inúmeras vítimas permanecem à espera de socorro.

Hoje as equipes de resgate encontraram mais cinco pessoas com parada cardíaca perto do topo da montanha, localizada entre as províncias de Nagano e Gifu. Ao todo foi confirmada a morte de dez pessoas e 26 continuam em estado de parada cardíaca. Um total de 63 pessoas foram atendidas em hospitais de Nagano e Gifu com ferimentos.

Além da presença de gases venenosos, a equipe de resgate sofre para avançar em meio às cinzas e pedras vulcânicas que chegam até a altura do joelho.

Plantações agrícolas em Kiso são cobertas com redes para evitar a chuva de cinzas. Foto: Sankei

Plantações agrícolas em Kiso são cobertas com redes para evitar a chuva de cinzas. Foto: Sankei

DESAPARECIDOS

Algumas pessoas que escalavam a montanha no sábado ainda continuam desaparecidas. Entre elas, está um funcionário da Seiko Epson de Suwa (Nagano). A seguradora Sompo Japan informou que seis funcionários – de Saitama e Kanagawa – que estavam no local, continuam sem contato. Assim como três funcionários de outra seguradora de Tokyo.

Entre os desaparecidos também está um policial da Polícia de Chita (Aichi) e um grupo de dezenas de pessoas de Toyota (Aichi), incluindo uma criança.

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest