Smartphones baratos já deixaram de ser novidade. Alguns chegam a custar ¥ 490 por mês

mvno_sim

Graças às operadoras móveis virtuais (MVNO – Mobile Virtual Network Operator) já é possível encontrar várias opções de smartphones com planos de pagamento mensal abaixo de ¥ 3 mil (R$ 66) no mercado. Só como exemplo:

  • DTI (100 kbps): ¥ 490 mensal
  • b-mobile (150 kbps): ¥ 980 ou ¥ 1.980 com SMS
  • OCN (200 kbps): a partir de ¥ 980
  • IIJ (200 kbps): a partir de ¥ 945

Em termos de comparação, os planos convencionais oferecidos pelas principais operadoras custam no mínimo ¥ 6 mil (R$ 133).

O vídeo abaixo compara a velocidade dos smartphones da DTI (¥ 490), à esq., e Nippon Tsushin

Para usar o serviço MVNO é preciso ter um smartphone desbloqueado. Atualmente os aparelhos estão disponíveis também em sites como Amazon e Rakuten ou supermercados e lojas de eletrônicos.

Depois de fazer a inscrição no serviço, o cartão SIM é enviado por correio. O pagamento é geralmente feito através de cartão de crédito.

Em meio à concorrência por mensalidades baratas, algumas empresas tentam se destacar pelos serviços diferenciados. A rede de supermercados Aeon, por exemplo, lançou no dia 5 um smartphone especial para idosos, com tela que mostra letras maiores e funções mais simples.

Os aparelhos anteriores, também baratos, foram desenvolvidos em parceria com fabricantes estrangeiras como a sul-coreana LG ou a chinesa TCL. Para o último lançamento a Aeon recorreu à Fujitsu.

Cerca de metade dos usuários dos smartphones da Aeon tem mais de 50 anos de idade. A maioria compra o aparelho pela primeira vez.

Miniloja da freebit, especializada em vender aparelhos com serviço MVNO. Foto: Sankei

Miniloja da freebit, especializada em vender aparelhos com serviço MVNO. Foto: Sankei

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest