Polícia prende dono do site FC2 de live streaming por permitir vídeos obscenos.

Makoto Adachi é levado à Polícia de Kyoto. Imagem: NNN

Makoto Adachi é levado à Polícia de Kyoto. Imagem: NNN

A Polícia de Kyoto, em uma operação conjunta com outras quatro províncias, prendeu dois executivos do serviço de live streaming FC2 com escritório em Osaka, sob suspeita de distribuição de material obsceno.

 

O presidente da Homepage System, Makoto Adachi, de 39 anos, foi detido no dia 23 para responder sobre transmissões de programas online que mostravam cenas de sexo ao vivo sem mosaico.

 

O ex-presidente e atual conselheiro, Jinbun Takahashi, 38, também foi detido para investigações.

 

Os dois negam a responsabilidade no caso.

 

Reprodução do site do FC2

Reprodução do site do FC2

A homepage do Homepage System tem registro na América do Norte. De acordo com a emissora NNN é a primeira vez que a polícia japonesa oficializa a prisão de pessoas envolvidas em um site no exterior.

 

Em junho do ano passado, a Polícia de Kyoto invadiu um apartamento em Osaka para prender um casal que transmitia o ato sexual no FC2. As investigações concluíram que Adachi permitia a transmissão dos vídeos mesmo sabendo do conteúdo.

 

Três meses antes, a Polícia de Saitama havia prendido Kunimitsu Umebayashi, sob suspeita de atos obscenos em público. Durante cerca de um ano, Umebayashi transmitiu cerca de 150 programas com sexo ao vivo no site.

 

O serviço do FC2, de compartilhamento de vídeos, tem mais de 2 milhões de assinantes. Entre os vídeos pagos, quanto mais assinantes, maior é a remuneração paga ao autor da postagem.

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest