O casal Gabriel Cruz e Jonathan Favari foram agredidos pelo garçom e segurança do restaurante japonês Sukiya em São Paulo, depois de trocarem um beijo.

Um deles levou socos no rosto e cabeça. O Diário de S.Paulo entrevistou as vítimas e detalha como eles foram agredidos.

http://www.diariosp.com.br/noticia/detalhe/70837/casal-gay-agredido-em-restaurante-da-augusta

Em protesto à atitude do restaurante, vários casais gays se reuniram nos dias 7 e 8 em frente ao estabelecimento, na rua Augusta. No evento chamado de “Sukiya: engula sua homotransfobia! Prato principal: língua de boy”, os participantes realizaram um “beijaço” em frente ao Sukiya.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o casal disse em depoimento que um atendente do restaurante pediu para que eles não se beijassem. Segundo o boletim de ocorrência, os namorados, como reação, deram um novo beijo. Na versão do funcionário, ainda segundo o boletim de ocorrência, um deles o agrediu. A Polícia Militar foi chamada para acabar com a briga.

Em nota, o restaurante Sukiya informou que o funcionário envolvido foi afastado até a conclusão das investigações e, como medida para evitar novos incidentes, realizará “cursos e palestras para conscientização”.

Casal agredido passa bem, apesar de alguns cortes e inchaços / Reprodução/Facebook

Casais gays realizam “beijaço” em frente ao Sukiya de São Paulo como protesto. Foto: Mainichi

Como se diz em japonês?

gay: dousei aisha (男性同性愛者)

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest