Cena do rio Kamo, em Kyoto. Fortes chuvas ontem deixaram duas vítimas: um homem que caiu num bueiro de Kyoto e um operário de obras de uma represa em Hyogo. Foto: Mainichi

Cena do rio Kamo, em Kyoto. Fortes chuvas ontem deixaram duas vítimas: um homem que caiu num bueiro de Kyoto e um operário de obras de uma represa em Hyogo. Foto: Mainichi

Moradores de algumas cidades de Ishikawa, Gifu, Kyoto, Osaka e Hyogo sob aviso para procurarem os abrigos públicos, em caso de emergência.

O motivo se deve às fortes chuvas que atingem desde ontem à noite algumas partes entre as regiões Kinki e Hokuriku. Há perigo de desmoronamentos e inundações.

Em Takayama (Gifu) a quantidade de chuva chegou a 71 mm/h às 9h da manhã. Em Tamba (Gifu) a chuva acumulou 400mm nas últimas 24 horas e em Fukuchiyama (Kyoto), 300mm.

Avisos para possíveis evacuações (HINAN KANKOKU):

  • Gifu: Gero, Takayama, Gujo e Hida
  • Hyogo: Takarazuka, Tamba, Inagawa, Kobe (Kita-ku) e Nishinomiya
  • Ishikawa: Nanao
  • Kyoto: Ayabe, Miyazu, Fukuchiyama e Maizuru
  • Osaka: Nose

Ordem de evacuação (HINAN SHIJI): 

  • Tokushima: Miyoshi

Entenda a quantidade de chuva

O índice pluviométrico refere-se à quantidade de chuva por metro quadrado em determinado local e em determinado período. O índice é calculado em milímetros. A seguir, um exemplo por hora (ichiji-kan atari no uryou)
quantidade em 1ho que acontece
15 mmlevemente forte: é possível ouvir o barulho da chuva
1 5mm a 2 0mmforte: o barulho da chuva chega a atrapalhar uma conversação normal; formam-se poças d'água
20 mm a 30 mmchuva intensa: como se despejasse um um balde d'água
30 mm a 50 mmchuva torrencial: a água escorre como uma cascata

 

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest