Forte tufão tem rajadas de ventos de 216 km/h

O forte tufão número 10, que permanece desde o dia 19 no Oceano Pacífico ao sul de Okinawa e que parecia se deslocar ao oeste, alterou a rota para o leste e pode atingir a ilha principal na segunda-feira, 29.

Presença de massas de ar cria caminho para tufões. Imagem: Asahi

Presença de massas de ar cria caminho para tufões. Imagem: Asahi

Até então o tufão estava sendo levado em sentido oeste, empurrado por uma corrente de alta pressão atmosférica.

Os meteorologistas acreditam que a massa de ar de alta pressão atmosférica perdeu a intensidade, fazendo com que o tufão volte para trás.

Por que tantos tufões?

Desde meados de agosto, o Japão vem sendo atingido por uma série de tufões. Isso se deve à presença de massas de alta pressão atmosférica localizadas entre o oeste e o leste do país, que formam um caminho para a passagem dos tufões.

Entre os últimos tufões, está o número 7 que passou por Hokkaido no dia 17. Depois vieram os números 11 e 9. O número 9 passou por Kanto e também chegou até Hokkaido. É a primeira vez desde que a Agência de Meteorologia começou a coletar esses dados (em 1951) que três tufões passam por Hokkaido em um mesmo ano.

TUFÃO NÚMERO 10

  • 160824-tufao10Nome: Lionrock
  • Tamanho: —
  • Intensidade: forte
  • Localização atual: 150 km ao sudeste de Minami-Oshima
  • Direção: sudoeste
  • Velocidade: lenta
  • Pressão atmosférica: 950 hPa
  • Velocidade máxima dos ventos: 144 km/h no centro
  • Velocidade máxima das rajadas de ventos: 216 km/h
  • Área de ventos fortíssimos: 90 km a partir do centro
  • Área de ventos fortes: 220 km a partir do centro

 

Silvia in Tokyo

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)