Yuriko Koike, de 64 anos, que concorreu sem filiação partidária, venceu as eleições no domingo, 31, e se tornou a primeira mulher a se eleger governadora de Tokyo.

Política experiente, Yuriko concorreu com outros 20 candidatos, com mais de 50% dos votos. As eleições foram convocadas após Yoichi Masuzoe renunciar ao cargo em junho devido à reprovação popular seguida à revelação de que ele havia usado dinheiro público para pagar viagens de férias, obras de arte e livros para seus filhos.

Eleita para um mandato de quatro anos, a ex-ministra do Ambiente e depois da Defesa, fluente em inglês, terá entre as tarefas, supervisionar os preparativos dos Jogos Olímpicos em 2020.

Das 47 prefeituras no Japão, apenas sete são comandadas por mulheres. Já no parlamento do Japão, a representação feminina é de pouco mais de 10%.

O cargo do governo de Tokyo é considerado o segundo mais importante do país, atrás apenas do primeiro-ministro, já que o PIB da região metropolitana da capital japonesa coloca a área entre as 12 maiores economias do mundo.

 

 

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)