Pesquisa revela que 70% dos cidadãos em Osaka não se despede com “sayonara”

Gráfico mostra como algumas pessoas interpretam o termo "sayonara" (Jornal Sankei)

Gráfico mostra como algumas pessoas interpretam o termo “sayonara” (Jornal Sankei)

O termo “sayonara” (さようなら), usado para se despedir de alguém, vem deixando de ser usado cada vez mais. No lugar dele os japoneses preferem expressões como “jaa” (じゃあ) ou “matane” (またね) ou “otsukaresama” (おつかれさま), considerados mais suaves ou populares.

Outros termos de saudação, como “ohayou gozaimasu” (bom dia), “konnichiwa” (boa tarde) ou “konbanwa” (boa noite) ainda são usados frequentemente. Apenas o “sayonara” vem deixando de ser usado.

Imagem: japan.lami.education

Imagem: japan.lami.education

A reportagem do jornal Sankei entrevistou algumas pessoas em Osaka para saber porque elas não se despedem com a expressão. “Parece uma despedida para sempre”, disseram muitos entrevistados. Na opinião de especialistas em linguística, “sayonara” corre o risco de virar um termo obsoleto dentro de alguns anos.

Entre as 30 pessoas entrevistadas em frente à estação Namba (linha Nankai), 21 responderam que “não utilizam” ou “não costumam utilizar” o termo “sayonara” ou, “sainara”, como se diz no dialeto da região Kansai.

Entre os amigos, a expressão mais usada é “hona mata” (na região Kanto usa-se “jaa mata”, que significa “até mais”) ou “mata ashita” (nos vemos amanhã). Já no trabalho, costuma-se despedir com um “osaki ni shitsurei shimasu” (com licença, vou saindo antes) para os superiores ou “otsukaresamadeshita” (bom trabalho) para os colegas.

As várias formas de se despedir em japonês

  • Tchau, adeus: sayonara (さようなら)
  • Bye bye: baibai (バイバイ)
  • Até mais: jaa (じゃあ) – em casos informais
  • Até amanhã: mata ashita (また明日) – em casos informais
  • Bom trabalho: otsukaresamadeshita (お疲れさまでした) – para colegas de trabalho
  • Com licença, vou saindo na frente: osakini shitsurei shimasu (お先に失礼します)
  • Bom trabalho: gokurousamadesu (ご苦労様です) – dos superiores para os subalternos

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)