Dia em que o lendário bandido Goemon Ishikawa (石川五右衛門) foi fervido dentro de uma panela enquanto segurava o filho na cabeça.  - 24 de agosto

24 de agosto

 

No Japão se comemora:

  • Dia em que o lendário bandido Goemon Ishikawa (石川五右衛門) foi fervido dentro de uma panela enquanto segurava o filho na cabeça. Ele roubava dos ricos para distribuir entre os pobres.

No Brasil se comemora:

  • Dia dos Artistas

Goemon Ishikawa, o Robin Hood japonês

Colocado dentro de um caldeirão fervente, Goemon Ishikawa segurou o filho até a morte

Colocado dentro de um caldeirão fervente, Goemon Ishikawa segurou o filho até a morte

Goemon Ishikawa nasceu em 1558. Filho de samurais, ele também seguiu a carreira do pai, mas buscava ajudar os oprimidos em uma época onde o Japão era dominado pela família Ashigaka.

Nesse tempo o Japão vivia um período de guerras (1392 – 1573). Mas a família Ashigaka construía templos grandiosos cobertos de ouro e prata, como por exemplo, o Kinkakuji, em Kyoto.

Para construir os templos e realizar outros investimentos, os Ashigaka cobravam altos impostos de comerciantes e agricultores. É aí que surge o herói Goemon Ishikawa. Conta-se que o pai dele foi morto por samurais da corte de Ashigaka, e ele, revoltado, teria fugido para outra região, onde treinou uma legião de samurais revoltosos.

Apesar das várias versões sobre a vida de Goemon, é certo que ele desenvolveu uma extrema habilidade com o arco e flecha e passou a saquear aqueles que cobravam altos impostos, assim como Robin Hood. Por volta de 1534, quando os Ashigaka começam a perder o poder, surge a figura do imperador Oda Nobunaga. Ele foi um dos responsáveis a destruir o império de Ashigaka e também por combater outros líderes que prejudicavam a paz do Japão.

Após Nobunaga surge Toyotomi Hideyoshi. E parece que Hideyoshi não se deu bem com o herói Ishikawa. Tanto que o ladrão japonês tentou assassinar o novo imperador do Japão. Mas a tentativa foi em vão e Goemon Ishikawa foi capturado por militares do Governo. Ishikawa foi executado em frente ao portão principal do Nanzenji Temple, em Kyoto. O ladrão foi colocado em um caldeirão e queimado vivo até sua morte. Seu filho também foi colocado no caldeirão, mas conta-se que Goemon segurou seu herdeiro sobre a água fervente até não resistir mais.

A vida de Goemon Ishikawa é retratada em várias obras do teatro japonês, mas também aparece em filmes atuais como em Goemon, da Warner Bros. Pictures. Lançado em 2009, o longa narra a história do legendário guerreiro japonês, que roubava ouro e distribuía para os pobres. No filme é retratada também a tentativa de assassinato do imperador Toyotomi Hideyoshi.

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.

Charles Chaplin

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)