Uma das vítimas era a mãe das crianças. Polícia encontra também carro suspeito perto do local

Imagem: NHK

Imagem: NHK

Aos poucos a polícia vem revelando mais detalhes sobre o incêndio supostamente criminoso registrado no apartamento da brasileira Akemi Kimberli Maruyama Amarilia, em Handa (Aichi).

Akemi foi encontrada morta no apartamento, junto com outra mulher que ainda não teve o nome revelado. As duas apresentavam sinais de terem sido estranguladas um dia antes do incêndio registrado no dia 30.

O corpo das duas estavam em locais diferentes do apartamento. Perto do corpo da outra vítima que ainda não teve o nome revelado, a polícia detectou a presença de gasolina espalhada no chão.

Um galão de 5 litros de gasolina – praticamente vazio – foi encontrado sobre a pia da cozinha. A polícia acredita que depois de matar as duas mulheres, o autor do crime espalhou gasolina no local para atear fogo.

A reportagem da emissora Asahi revelou também que a polícia encontrou um carro suspeito estacionado perto do local e busca o proprietário.

As duas filhas de Akemi, de 3 e 5 anos de idade, estão sob a proteção da Polícia de Handa.

No mesmo dia do incêndio, um conhecido de Akemi havia sido detido em Nagoya (Aichi) por dirigir sem carteira de habilitação. A polícia investiga se há alguma relação com o caso.

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)