Cerca de 2.500 abóboras suspensas na estufa de Naganuma já alcançam cerca de 20 centímetros

Cerca de 2.500 abóboras suspensas na estufa de Naganuma já alcançam cerca de 20 centímetros

Depois dos tomates, mais uma ideia para cultivo suspenso: abóboras!

Essa é a plantação em uma estufa de Naganuma (Hokkaido).

Qual a diferença de uma abóbora cultivada em terra? Têm melhor exposição ao sol, apresentam menos deformações no formato e nas cores e... bem, são uma novidade!

A colheita começa no final de agosto e vai até meados de setembro. As abóboras serão levadas até Tokyo, onde serão leiloadas.

Estima-se que o preço alcance o dobro das abóboras normais, chegando em torno de ¥ 1.000 (RS 21) cada uma.

Dez famílias de agricultores de Hokkaido desenvolvem a nova técnica. Foto: Sankei

Dez famílias de agricultores de Hokkaido desenvolvem a nova técnica. Foto: Sankei

Você sabia?

Essas abóboras são chamadas de "Sora tobu kabocha" (空飛ぶカボチャ), ou seja, "abóboras que voam"

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest