Em uma semana, 5.659 pessoas foram socorridas de ambulância com sintomas de hipertermia ou insolação

Pedestres em Ginza se protegem do calor com sombrinhas. Foto: Kyodo

Pedestres em Ginza se protegem do calor com sombrinhas. Foto: Kyodo

A impressão é de que o calor chegou mais cedo este ano. Pelo menos é o que mostram os dados do governo japonês sobre vítimas de hipertermia ou insolação.

O relatório do Ministério do Interior e Comunicações revelou que 5.659 pessoas foram socorridas de ambulância na semana entre 4 a 10 de julho. Do total, oito pessoas morreram após serem atendidas, enquanto 1.725 foram hospitalizadas.

Número de vítimas em 2016 é 3,5 vezes maior

Número de vítimas em 2016 é 3,5 vezes maior

Províncias com maior número de vítimas:

  1. Hyogo: 409
  2. Osaka: 370
  3. Aichi: 284

Em comparação ao ano passado, o número de vítimas de hipertermia é cerca de 3,5 vezes maior.

A melhor forma de se prevenir é consumir líquido constantemente e procurar locais arejados.

Onda de calor

Desde o início do mês, grande parte do país tem sido atingida por frentes de alta pressão atmosférica vindas do Oceano Pacífico. Entre os dias 5 e 7, a temperatura subiu acima dos 35 graus em cerca de 50 pontos do país. Em Katsunuma (Yamanashi), os termômetros chegaram a registrar 38,8 graus no dia 7.

No dia 12, a frente de chuva “tsuyu zensen” voltou ao centro do país, diminuindo a temperatura, mas trouxe bastante umidade. No dia 14 a previsão é de mormaço com elevada umidade, desde a região Kanto até o oeste do Japão. Hora de redobrar os cuidados.

Hipertermia: sintomas e prevenção

Como se diz em japonês?

  • sintomas de hipertermia: necchuushou (熱中症)
  • ser levado de ambulância: kyuukyuusha de hansou sareru (救急で搬送される)
  • reposição de líquido: suibun hokyuu (水分補給)

Silvia in Tokyo

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest