“Agora não quero falar”, disse a suspeita de 29 anos

A japonesa Terumi Morishima, 29 anos, foi detida depois que a polícia encontrou um corpo esquartejado dentro do apartamento onde ela vive, em Kadoma (Osaka).

Foto: Sankei

Foto: Sankei

Acredita-se que a vítima seja uma amiga de Terumi, de 25 anos de idade, também residente na mesma cidade.

“Eu sei que vocês encontraram um crânio no meu quarto, mas agora não quero falar nada”, disse Terumi, que se apresentou como ilustradora.

Segundo a reportagem do jornal Sankei, a carne e os ossos estavam separados. Dentro do apartamento também foi encontrado um serrote, que provavelmente foi usado para separar o corpo em várias partes.

Outra reportagem da emissora ANN revelou que a suspeita comprou um freezer depois do crime.

Além disso, Terumi foi flagrada pela câmera de segurança de um banco, retirando ¥ 100 mil (R$ 3.287) da conta da vítima. Depois de ver as imagens, a polícia decidiu fazer uma vistoria no apartamento da suspeita, onde encontrou as partes do corpo.

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)