Cai o consumo de caloria entre os japoneses. Cerca de 20% das jovens são magras e comem menos do que nos tempos de guerra.

Gráfico mostra a média de energia consumida durante o dia entre as mulheres de 20 anos. Fonte: Mainichi

Gráfico mostra a média de energia consumida durante o dia entre as mulheres de 20 anos. Fonte: Mainichi

Excesso de peso é um problema que não faz parte do cotidiano da maioria dos japoneses, que por sinal, consomem cada vez menos calorias. No caso das jovens, a situação acionou até um alerta entre os especialistas. “É um fenômeno que não se vê em outros países”, relata a reportagem do jornal Mainichi.

 

Uma das entrevistadas, que foi apresentada com o nome fictício de Kaori, de 30 anos, contou que costuma comer pouco: barra de vitaminas de manhã, sanduíche e café no almoço e uma sopa de legumes em casa à noite. Somando, o total de caloria, de menos de 1.000 kcal, não chega nem à metade da média para mulheres nessa faixa etária estipulada pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão.

 

Com 1,61m de altura, Kaori pesa 47 quilos. O índice de massa corporal de 18,1 indica que ela está “magra”.

 

MAIS MAGRAS DESDE 1980

 

Jovem mostra seu almoço: "onigiri" e salada comprada em loja de conveniência. Foto: Mainichi

Jovem mostra seu almoço: “onigiri” e salada comprada em loja de conveniência. Foto: Mainichi

Os dados do Ministério da Saúde de 2013 revelam que 12,3% das japonesas em geral estão “magras”, o nível mais alto desde o início das estatísticas em 1980. Veja a variação por faixa etária:

  • 20 anos: 21,5%
  • 30 anos: 17,6%

 

Segundo a reportagem, muitas mulheres são influenciadas pelas imagens de modelos e artistas que circulam na internet. Além disso, com a propagação das redes sociais, as jovens tentam parecer mais magras nas fotos que compartilham com os amigos.

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest