Masanori Kawasaki

Masanori Kawasaki

O Japão executou no dia 26 um réu na forca, a primeira aplicação da pena de morte neste ano e a nona desde que o Partido Liberal-Democrata (PLD) chegou ao governo no final de 2012.

O condenado, Masanori Kawasaki, de 68 anos, foi executado em Osaka, pelo assassinato da cunhada por motivos de dinheiro. As duas netas da vítima, de 3 e 5 anos, que estavam na casa também foram mortas. Kawasaki escondeu depois os corpos em um depósito no porto de Sakaide (Kagawa). O crime foi registrado em novembro de 2007.

Ministro da Justiça do Japão, Sadakazu Tanigaki, anuncia a execução

Ministro da Justiça do Japão, Sadakazu Tanigaki, anuncia a execução. Foto: Jiji Press

Japão e Estados Unidos são os únicos países industrializados e democráticos que ainda aplicam a pena de morte. O país asiático executa os condenados na forca em total segredo, sem aviso prévio aos réus e sem testemunhas, e apenas comunica as execuções para a opinião pública depois que já foram realizadas.

Atualmente, o Japão tem 128 réus condenados à pena capital no corredor da morte.

O ministro da Justiça do Japão, Sadakazu Tanigaki, declarou que o governo 'não pensa em reformar o sistema da pena de morte por enquanto'.

É um caso muito cruel, já que acabou com as vidas valiosas de três pessoas por uma razão egocêntrica
ministro da Justiça do Japão, Sadakazu Tanigaki

Como se diz em japonês?

Execução da pena de morte: shikei shikkou (死刑執行)

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)