Libélula “Hacchou-tombo” carregada com gotas de orvalho

Libélula com as gotas de orvalho, em Kozagawa. Foto: AGARA

Libélula com as gotas de orvalho, em Kozagawa. Foto: AGARA

As “hacchou-tombo” – também conhecidas como “duendes vermelhos” – são as menores libélulas que existem no Japão e medem no máximo 2 centímetros.

Foto: ja.wikipedia.org

“Hacchou-tombo” macho. Foto: ja.wikipedia.org

Em Kozagawa (Wakayama) elas começaram a sair do casulo. Essas libélulas costumam ser vistas até setembro. Ao amanhecer geralmente estão carregadas de gotas de orvalho.

Os machos, quando se tornam adultos atingem uma tonalidade vermelha, enquanto as fêmeas apresentam uma mistura de amarelo e preto.

"Hacchou-tombo" fêmea. Foto: ja.wikipedia.org

Foto: ja.wikipedia.org

Podem ser vistas de Aomori até Kagoshima, mas são cada vez mais raras, pois não resistem à poluição ambiental.

Em Komagane (Nagano), é considerado o inseto símbolo da cidade.

Em Kozagawa, é protegida como patrimônio natural da cidade, com áreas dedicadas especialmente a elas.

Como se diz em japonês?

  • libélula: tombo (トンボ)
  • macho: osu (雄)
  • fêmea: mesu (雌)

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)