Campylobacter é o nome da bactéria que matou uma estudante de 14 anos em Hokkaido.

A estudante e outras 13 colegas de escola foram vítimas de intoxicação alimentar em um restaurante de “yakiniku” (carne assada) em Kuriyama, na província de Hokkaido.

Exames detectaram a presença da Campylobacter (bactéria retorcida) em cinco estudantes.

A reportagem da TBS entrou em contato com o dono do restaurante, que admitiu ter servido vários tipos de carnes para o grupo de estudantes.

Uma das meninas foi internada em um hospital de Sapporo com diarreia e febre mas não resistiu e morreu no dia 1º de abril.

“Visitei ela no hospital e achei que estava melhorando. Peço perdão”, disse o dono do restaurante.

Como evitar a intoxicação pela bactéria?

Campylobacter

As bactérias Campylobacter vivem no interior do intestino de frangos, vacas e porcos. São uma das principais causas de intoxicação alimentar no Japão. Em 2014 foram registrados 306 casos, com 1.893 pacientes.

Os sintomas mais comuns são diarreia e dor de barriga. Medicados corretamente, os pacientes se curam em uma semana.

Para evitar a intoxicação, evite comer carnes mal passadas e não utilize os mesmos palitinhos para comer e manusear a carne crua. A bactéria morre quando permanece por mais de 1 minuto a uma temperatura acima de 75 graus.

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)

Pin It on Pinterest