Às 10h, o índice de comparecimento às urnas era de 7,92%

Os colégios eleitorais do Japão abriram as portas neste domingo às 7h para as eleições parciais do Senado, nas quais espera-se que o partido governante PLD, do primeiro-ministro Shinzo Abe, reforce sua maioria.

Um levantamento do Ministério do Interior e Comunicações constatou que às 10h, o índice de comparecimento às urnas estava em 7,92%. O índice é 0,69 pontos menor em comparação ao mesmo período das eleições de julho de 2013. No Japão, o voto não é obrigatório.

Imagem: NHK

Imagem: NHK

Este ano, cerca de 2,4 milhões de japoneses com 18 e 19 anos de idade juntam-se ao eleitorado de 106 de pessoas, que é convocado a cada três anos para renovar metade das 242 cadeiras da câmara alta.

Os colégios das 47 províncias do Japão estarão abertos até 20h (8h de Brasília) para que os eleitores elejam 121 senadores entre um total de 389 candidatos.

Por enquanto, as pesquisas apontam para uma vitória do conservador Partido Liberal Democrático (PLD), do primeiro-ministro Abe, que poderia conseguir pela primeira vez em quase três décadas a maioria nas duas câmaras da Dieta (parlamento japonês).

Estas eleições são vistas principalmente como um termômetro da liderança de Abe que mantém alta popularidade apesar de sua política econômica conhecida como “Abenomics” não ter alcançado os resultados esperados.

O agressivo programa de estímulo para tirar o Japão da deflação crônica iniciado por Abe após ganhar as eleições de dezembro de 2012 conseguiu disparar os lucros das grandes empresas e mercados, mas não manteve um crescimento constante. (Com agência Efe de notícias)

Como se diz em japonês?

  • Índice de comparecimento às urnas ou de votação: touhouritsu (投票率)
  • Eleições do Senado: San-insen (参院選)
  • Votar: 投票する

Silvia in Tokyo

Posts Relacionados:

Comentários

comentário(s)